TAP com prejuízos no valor de 118 milhões de euros.

TAP com prejuízos no valor de 118 milhões de euros.

A transportadora Portuguesa fechou o ano de 2018 com um prejuizo  de 118 milhões de euros. Valor bastante elevado comparando com o resultado do ano anterior ( 2017) em que obteve lucros a rondar os 21 milhões de euros.

Segundo o chiarman, nomeado pelo estado, Miguel Frasquilho, “Foi um ano difícil para a TAP, quer em termos operacionais quer em termos económicos e financeiros”

Miguel Frasquilho diz ainda que o resultado negativo “não comprometeu o nosso futuro. Permitiu continuar a preparar o futuro da TAP”. Optimismo partilhado pelo presidente executivo Antonoaldo Neves “em 2018, a TAP superou desafios das receitas e conseguimos imprimir agenda de transformação e reestruturação da companhia”.

Valorização de moedas ( Kwanza e Real), indemnizações pagas a passageiros devido a atrasos, foram as maiores causas deste prejuízo.

TAP com prejuízos

Embora tenha tido maus resultados, a Tap fechou o ano de 2018 com receitas superiores a 2017. Contabilizando mais 1.5milhões de passageiros que em 2017.

Os voos para as Ilhas, Açores e Madeira, apresentaram um forte crescimento, cerca de 14% em relação ao ano anterior.

Apesar de todo este panorama negro, a Tap está a preparar a sua entrada em bolsa abrindo o capital a investidores. Segundo David Neeleman  prevê que esta entrada seja concretizada já no próximo ano.

Antonoaldo Neves rematou “quem dita o timing é o mercado. Estamos preparando a empresa para o momento em que surgir uma oportunidade, avançarmos. Agora, o calendário não é possível de prever. Como está o apetite do mercado? Não sabemos. E quanto será a percentagem? Também não sabemos”, informou ainda que podem ser deixados 30% para uma participação em bolsa.