Penhoras das finanças imóveis e viaturas vendidas em 2018

Penhoras das finanças imóveis e viaturas vendidas em 2018

A maioria dos bens vendidos através dos leilões das finanças são imóveis, no entanto houve, neste ano de 2018, um aumento no número de veículos vendidos.

O número de imóveis será muito aproximado do valor de 2017, ainda longe dos 2368 imóveis vendidos em 2016. Em 2016 o número de imóveis vendidos através destas vendas coercivas foi de 2368, baixando para 1551 imóveis em 2017. A principal causa desta diminuição foi a lei que saiu em 2016, proibindo a venda de casas penhoradas que sejam de habitação própria e permanente do sujeito devedor.

Esta lei, bloqueia a venda do imóvel penhorado, mas não impede que o devedor fique com uma penhora sobre esse imóvel. Na categoria dos imóveis encontram-se terrenos, lojas comerciais, garagens, mas a maioria são apartamentos e moradias de segunda habitação. O número de bens penhorados continua a aumentar porque, cada vez mais, este sistema é automatizado.

No portal onde decorrem as vendas poderá encontrar algumas vendas suspensas, neste caso o contribuinte devedor, pagou a dívida, cancelando automaticamente a penhora sobre ela.

Embora se consiga encontrar bons negócios, nem todos os bens penhorados anunciados se encontram em bom estado. É muito comum encontrar viaturas bastante danificadas ou com problemas. No que diz respeito a imóveis pode encontrar casos em que a penhora apenas corresponde a 1/2( metade) ou 1/3(um terço) do bem. Por exemplo, se um terreno se encontra anunciado, apenas com penhora sobre 1/3 do mesmo. Ao licitar, o comprador vencedor do leilão apenas terá exercido a compra de uma terça parte do terreno, tendo assim outros dois co-proprietários do mesmo.

Por vezes as penhoras das finanças têm uma conotação bastante negativa, no entanto, ao licitar um bem penhorado está a aumentar o valor que o devedor irá abater à dívida. Quanto mais procura, maior o valor e maior será a probabilidade do devedor liquidar a dívida ao fisco. Caso não exista procura, o proprietário pode ficar sem o bem e manter parte substancial da dívida.

As penhoras das finanças podem ser um bom local para procurar o seu próximo veículo ou a sua próxima habitação.